Blog
SEF investiga pelo menos 22 casos de "influencers" brasileiros em Portugal
26 de Setembro de 2022
Postado por Meyer Soares

"Influencers" e "youtubers" brasileiros estão a ser investigados por suspeitas de auxílio à imigração ilegal, noticia o Expresso, uma investigação confirmada pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

O SEF está a investigar pelo menos 22 suspeitas de auxílio à imigração ilegal feitas com recurso à internet e às redes sociais, noticia o Expresso. Os visados são brasileiros, jovens e casais que fazem vídeos sobre como é viver e trabalhar em Portugal – os conteúdos gerais acabam por ir dar a vídeos onde se incentiva a vinda de imigrantes ilegais e se partilha truques sobre como entrar no país como turista e depois obter os documentos necessários.

“O SEF tem sob investigação casos de auxílio à imigração ilegal e de associação de auxílio à imigração ilegal onde os suspeitos recorrem à internet, nomea­damente às redes sociais, não sendo possível quantificar esses casos nem informar sobre a nacionalidade e o perfil profissional dos suspeitos”, confirma o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Em alguns vídeos, os protagonistas apresentam-se como empresários da construção civil, explicando como cidadãos brasileiros em situação ilegal podem vir trabalhar para essa área. Há, também, quem promova um alegado serviço de arrendamento de casas vocacionado para brasileiros que chegam em situação ilegal. Alguns “influencers” oferecem, também, serviços de assessoria, parcerias com advogados, solicitadores ou agências de viagens.

A Associação Brasileira de Portugal (ABP) diz que está a acompanhar a situação com “preocupação”. Ricardo Pessôa, presidente dessa associação, confirma ao Expresso que há dezenas ou centenas de cidadãos brasileiros que ao fim de poucos meses estão a publicar vídeos com dicas de como viver em Portugal. “As pessoas deixam-se influenciar por um youtuber que está cá há pouco tempo e ainda não tem capacidade para ensinar o que quer que seja. Alguns não só passam as informações como se oferecem para ser mediadores. Eu chego a pensar que o SEF até pode e devia interpelar estes indivíduos. Quem vem devia procurar apoio junto de organizações que são reconhecidas em Portugal”, avisa.

Miraflores Office Center
Av. das Tulipas 6 - 11ºB | 1495-161 Algés | Lisboa
+351 214180092 | +351 926034474
© Copyright 2022 - Meyer Soares - Feito por 4Leads
menucross-circle